domingo, 17 de outubro de 2010

live forever;

Postado por Gabriele Mendonça às 04:01
"Talvez eu não queira realmente saber
Como seu jardim floresce
Porque eu apenas quero voar
Ultimamente você já sentiu a dor
Na manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso

Talvez eu apenas queira voar
Eu quero viver, eu não quero morrer
Talvez eu apenas queira respirar
Talvez eu apenas não acredite
Talvez você seja igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Talvez eu realmente não queira saber
Como seu jardim floresce
Porque eu apenas quero voar
Ultimamente você já sentiu a dor
Na manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso

Talvez eu nunca serei
Todas as coisas que eu quero ser
Mas agora não é hora para chorar
Agora é hora de descobrir por quê
Eu penso que você é igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Talvez eu não queira realmente saber
Como seu jardim floresce
Porque eu apenas quero voar
Ultimamente você já sentiu a dor
Na manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso

Talvez eu apenas queira voar
Eu quero viver, eu não quero morrer
Talvez eu apenas queira respirar
Talvez eu apenas não acredite
Talvez você seja igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Nós iremos viver para sempre" Oasis

1 comentários:

Patricia on 19 de outubro de 2010 16:44 disse...

Passando aqui pra te desejar os parabéns !!
seu blog é super criativo,e suas palavras sabias..

Considere estas palavras de conforto,A perda pode vir em cima de você de repente e dominá-la com a dor. Dando-se tempo e espaço para curar...
Não desanime..

bjus

Postar um comentário

 

NÃO ME CHAMO POLLY Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos